Mês de Maio – mês de Maria

Há vários séculos, a Igreja Católica dedica todo o mês de maio para honrar a Virgem Maria, Mãe de Deus e Mãe nossa.

A ideia de um mês dedicado, especificamente, a Maria remonta aos tempos barrocos – século XVII. Apesar de nem sempre ter sido celebrado em maio, o mês de Maria incluía trinta exercícios espirituais diários em homenagem à Mãe de Deus.

Foi nesta época que o mês de maio e de Maria combinaram, fazendo com que esta celebração conte com devoções especiais organizadas cada dia durante todo o mês. Este costume durou, sobretudo, durante o século XIX e é praticado até aos dias de hoje, tendo ganhado maior incremento, entre nós portugueses, a partir das aparições de Nossa Senhora aos pastorinhos na Cova da Iria.

Nossa Senhora, em Fátima, recomendou que rezássemos o terço, não só no mês de maio, mas todos os dias e, nas aparições de maio e setembro, pediu aos santos pastorinhos Francisco e Jacinta e à venerável pastorinha Lúcia que rezassem o terço todos os dias para se obter a paz para o mundo que estava a sofrer com a primeira guerra mundial.

Ainda recentemente o Papa Francisco pediu aos cristãos de todo o mundo que rezassem o terço todos os dias para se encontrar a Paz.

O mundo e a sociedade estão a passar por momentos tão difíceis, que o apelo do Papa se torna premente. Temos mesmo necessidade de nos voltarmos mais para Deus e nos confiarmos aos cuidados maternos da Virgem Santa Maria.

Devemos rezar, sobretudo, porque Maria é nossa Mãe, Mãe de todo o mundo e porque se preocupa com todos nós. Por isso, merece um mês inteiro para homenageá-la.

Pe. Francisco Andrade

Partilhe:
2Shares
Para Si:  12 e 13 de maio devem ser vividos em casa, num clima de oração

Não são permitidos comentários

Navigate
2Shares