É obrigatório ir à missa ao domingo?

Existe a obrigatoriedade de ir à missa ao domingo? Quem fica isento? E à semana, existe a mesma obrigação?

Antes de ser uma questão de obrigação, a participação na Eucaristia é uma questão de amor: amor ao Senhor Jesus Cristo que Se oferece por todos e que, na Eucaristia, renova este oferecimento. É também o testemunho mais explícito de que se é membro da comunidade cristã e a manifestação pública desta pertença, celebrando com os demais irmãos na fé os mistérios do Senhor Jesus morto e ressuscitado.

 

A participação na Eucaristia era, nos primeiros séculos cristãos, particularmente vivida ao domingo, o primeiro dia da semana, por ser o dia em que o Senhor Jesus ressuscitou e, por isso mesmo, chamado o dia do Senhor. Houve mesmo cristãos martirizados por se recusarem a deixar de celebrar a Eucaristia no domingo.

 

Com o passar dos séculos, porém, tornou-se comum os fiéis esquecerem a participação na Eucaristia, o que levou a Igreja a recomendar frequentemente esta participação. Por fim, esta recomendação viria a ser consagrada na lei da Igreja, tendo atualmente a seguinte formulação: «No domingo e nos outros dias de preceito, os fiéis têm obrigação de participar na missa; abstenham-se ainda daqueles trabalhos e negócios que impeçam o culto a prestar a Deus, a alegria do dia do Senhor ou o devido repouso do espírito e do corpo» (Cânone 1247).

 

Se houver uma necessidade grave pode omitir-se a participação na Eucaristia dominical, por exemplo, assistir aos agonizantes, os médicos e enfermeiros no seu trabalho, os polícias no seu ofício e outras pessoas que não podem de maneira nenhuma participar. Quando não se verificam circunstâncias deste tipo, o normal é que o cristão deseje participar na Eucaristia. Mas, caso isso não aconteça, deve considerar ainda a obrigação de o fazer.

 

Durante os demais dias da semana, a participação na Eucaristia é facultativa, embora seja sempre aconselhada a quem pode.

Deixe um comentário

Navigate